<$BlogRSDURL$>
Blog do Meio
29.9.04
 
Repto.
Meu querido Amigo,
Bora aí fazer qualquer coisa em relaçao a este tasco. Já estou farta de o ver quieto e mudo. Começa aí a bombar as postas, que eu deixo.
Com acentos ou sem acentos, o barco tem de andar! Podemos estar a beira do precipício, mas nao deixamos de dar o passo em frente!

Assim como assim, ninguém nos le!
9.7.04
 
E mesmo sem saber como,
lá resolvemos o problema dos acentos.
Iupii!
 
O meu vizinho aqui do lado
está a fazer-se de difícil. Pois, pois. Eu já lhes conheço as manhas! Aliás, gaja que é gaja, conhece todas as manhas de gajos.
Ele é mestrado, ele é trabalho, ele é projectos e mais o raio que o parta. Até deixou de fumar. AH, AH!!! Isso sempre quero eu ver! Deixar de fumar... Que deixe de sair pós copos, vá lá. Que deixe de fazer a barba, menos mal. Que se esqueça de cortar o cabelo, também escapa. Mas deixar de fumar?!?!? Isso é o exagero total.
Ou o homem anda apaixonado, ou ent?o, de t?o maduro, caiu de vez.

Pois eu, meus Amigos (ou Amigo, porque acho que ninguém l? este blog, mesmo), voltei.
Voltei, voltei, voltei de lá. Ainda ontem estava no Porto, e agora já estou cá.
E mais ainda. Posso adiantar que eu estou LÁ. Lá em cima. No topo. (If you know, what I mean...)

Por esso, D. Hugo de Alejandro y Salinas-Vargas, si prépárá. Su compa?eira Do?a Susana Maria de Ordo?ez de la Roca he volvido para que este blog anime. Y estoy esperando una salida para que ayustemos los puntitos de situaciones relativos a este blog (leia-se em espanhol: bló).

Pues que entonces, muchas gracias a todos, y sean bien-venidos.
21.5.04
 
Merda prós acentos
Fosgasssssse!!!
8.4.04
 
Blog que vai a frente, ilumina duas vezes.
(isto nao tem nada que ver com nada, mas achei que talvez chamasse a atencao. aviso: vou escrever sem acentos, porque este ainda e um grave problema a resolver.)

Isto de partilhar um blog com um homem, tem muito que se lhe diga. E so gajas, gajas, loiras, morenas, mais gajas, vou ver gajas, huh-huh (expressăo muito usada por gajos)!
Ora vejamos:
se eu fosse um gajo, este seria um blog bem mais interessante. O dialogo, pelo menos, fluia com muito mais naturalidade. Dou o exemplo:

Hugo: Fui a Madrid.
Eu-gajo: Fixe.
Hugo: Nao havia gajas boas.
Eu-gajo: Fatela.
Hugo: Yah.
Eu-gajo: Foste de aviao?
Hugo: Nepia. Carro.
Eu-gajo: Qual?
Hugo: O XPTO. Dei dois pintores e trinta. As auto-estradas sao porreiras.
Eu-gajo: Fixe.
Hugo: Yah.
Eu-gajo: Entao, nao viste o Benfica...

E por ai fora.
Os dialogos dos homens passam sempre por estes tres assuntos: gajas, carros, futebol. E as palavras com tres ou mais silabas escasseiam. E, ainda (facto que eu considero fantastico), conseguem manter a conversa durante horas, sem sair destes tres assuntos.
Como eu sou gaja, as perguntas que tenho a fazer-te sobre a tua viagem, caro Companheiro, serao as seguintes:

- Fizeste compras? Quais? Quanto gastaste?
- Quais as tendencias da moda para a proxima coleccao Outono / Inverno?
- Viste o Principe Felipe? E giraco?
- Sentiste inseguranca? Sentiste tristeza na cara dos madrileńos?
- Havia muitos policias na rua? Eram giros?
- Que achas da conjuntura socio-economica do Burkina-Faso?

Como ves, as mulheres conseguem conjugar varios assuntos dentro do mesmo tema. Conseguem falar de moda, politica, economia...

Bom, falando entao de gajas (porque gaja que e gaja fala de tudo, ate da conselhos de gajas a gajos), se calhar estas a ficar muito exigente. Um homem da tua idade, assim, maduro, ja năo pode escolher muito. Ja nao tem muitas hipoteses de desencalhar.
E la voltamos nos ao mesmo...

(agora, com licenca que tenho que ir penitenciar-me por ter escrito 14 vezes gaja e 10 vezes gajo. e fica tao mal uma gaja usar a palavra gaja...)
2.4.04
 
Ai o caraças...
Estamos com um grave problema de acentos.
Ai estamos estamos...
 
Este assunto dos encalhados
é, para mim, muito sensível.
Admito: o meu nome é Susana e estou... estou... ENCALHADA!

Mas năo pensem que é por opçăo!!!! Năo năo!!!
Ora bem, eu tenho 27 anos (sim, 27, mas tenho carinha de 19, ok??), e vivo com os meus pais. Logo, estou encalhada. No entanto, se fizermos contas ao meu ordenado e ŕs minhas despesas mensais, damos logo conta que, neste momento, sair de casa dos pais é uma Missăo Impossível.
Podia pensar em viver ŕ custa de um homem rico, tornar-me numa mulher fútil, ou uma dona de casa primorosa, dedicada á educaçăo dos filhos. Năo é ideia que năo me entusiasme... Mas năo faz o meu estilo. Prefiro continuar a "brincar aos teatros", trabalhar das 10 ŕs 20, 6 dias por semana, andar cansada, estafada, em stress.
É estranho, mas prefiro isto a um horário do tipo: 2a Cabeleireiro, 3a solário, 4a shopping, 5a passear as crianças no Parque dos Poetas, 6a preparar as coisas para passar o fim de semana no monte alentejano recém-comprado, com cavalos, piscina e personal trainer ...
Enfim, chamem-me o que quiserem. Gosto de trabalhar, ok?

Este post podia tornar-se uma valente crítica social, mas năo estou para politiquices, hoje...
Só para se comparar, nos Estados Unidos (sim, eu sou uma pessoa muito viajada) todo o puto de 17 anos já vive numa casa alugada, tem carro, estuda, e todas as despesas săo suportadas pelo ordenado ganho no part-time no McDonald's! E toda a gente que conheci lá, achou estranhíssimo eu, com aquela idade, ainda viver com os pais.
ESTRANHO?!?!?! Haviam de viver em Portugal, para ver como é que é. A taxa de desemprego, os ordenados, os preços das casas, as ajudas do estado para os jovens - AH AH AH!!! AJUDAS DO ESTADO! AH AH AH!!!
Enfim, encalhada, năo é uma situaçăo definitiva. Conto, no final deste ano, alugar um T0 e sair de casa. Ou juntar os trapinhos.

Celulite, sim. Encalhada, NĂO!!!
23.3.04
 
Vou aproveitar
este espaço para me justificar publicamente porque é que năo fiz festa de anos.
Eu acho que não tenho nada que justificar, porque a vida é minha, os anos (com "O") são meus, a festa é minha e eu só a faço se me der na real gana e ponto final. Mas, como há gajos chatos que não param de me melgar com a história da festa de anos, cá vai a explicação.

A razão da ausência de comemoração do meu 27º aniversário, em Janeiro último, deve-se ao facto de a minha pessoa ter estado, nessa mesma data, a laurear o digníssimo pevide em Barcelona, com a sua real progenitora.
Ora bem: eu, que não sou pessoa de comemorações fora de horas, achei já obsoleto comemorar o meu 27º aniversário duas semanas mais tarde.
Resumindo, meu caro Hugo Watson, e que fique bem claro de uma vez por todas: EU NÃO FIZ FESTA DE ANOS AT ALL. OK????

Mas aceito a prendinha com todo o gosto.
Muito obrigada pela atenção dispensada.
22.3.04
 
Epá...
Eu escrevi isto??
É o sono... provoca este tipo de alucinaçőes...
 
Depois de um fim-de-semana
atribulado (chegou a Primavera, o Sporting perdeu ao Rio Ave, foi Dia do Pai, não houve noitadas e o domingo foi passado ao sol, numa esplanada abrigada do vento para os lados da Parede), está a chegar uma semana difícil para todos os portugueses, aliás, para todo o Mundo: estamos com sérios riscos de enfrentar uma epidemia gripal de contornos catastróficos.
Tudo começou com o meu companheiro de Blog, que se sentia mal, há já alguns dias. Mas hoje, ao acordar, foi ao pátio da sua "quinta", teve uma tontura, uma dor de cabeça e uma pontada na garganta, e já não saiu mais de casa. A partir daí, a epidemia correu todos os hectares circundantes, alastrou-se por toda a cidade e, como estava muito vento, num instante chegou ao país vizinho. Como se sabe, "de Espanha nem bom vento (...)", e rapidamente foi alastrada pelos quatro cantos do mundo.
Por isso, pessoal, muito, mas muito cuidado com esta epidemia. Segundo a notícia do DN, "ao longo da História, surgiram ciclicamente vírus gripais que dizimaram milhares de pessoas".
Vou já tomar 2 Cegripe, 4 Ilvico e 8 Zirtec (năo vá este pingo ser de alergia). E dormir, de certeza, uma noite descansada.

P.S. - Se eu não chegar ao trabalho até às 10 horas, por favor, mandem uma ambulância lá a casa...

Powered by Blogger actualizaç?es de weblogs portugueses